Recolocação Profissional: 10 dicas para voltar ao mercado de trabalho

Dicas para recolocação profissional
14/04/2020

A demissão é um dos maiores medos dos profissionais. Afinal, a instabilidade econômica que persiste no país nos últimos anos é um verdadeiro desafio para quem tem contas para pagar. Pensando nisso, preparamos um artigo especial sobre um assunto essencial para um bom trabalhador: como conquistar uma recolocação profissional?

Antes de mais nada, é fundamental destacar que embora um desligamento seja doloroso e desperte inúmeras inseguranças, precisamos enxergá-lo por um outro prisma: o da oportunidade. Nesse texto, você lerá 10 dicas para transformar esse período de incertezas em um momento de crescimento profissional e até mesmo pessoal.

10 dicas para recolocação profissional

Não existe dicas mágicas que vão resolver a busca da recolocação profissional para você. Por isso, é preciso colocar na mente que a persistência deve ser amplamente trabalhada neste momento. Todavia, veja abaixo 10 dicas que vão te auxiliar nessa missão.

1. Coloque a sua carreira em perspectiva

Mudanças atraem mudanças, certo? Então, ocorreu uma demissão inesperada? Bom, por que não aproveitar esse momento para rever a sua carreira? Analise e veja se você chegou aonde queria, se há espaço para mais desenvolvimento. Sente falta de algo? Vale a pena passar para outra área que estava esquecida?

2. Crie novas metas e objetivos para a sua recolocação profissional

Antes de estipular novas metas e objetivos profissionais, você deve se conhecer muito bem como profissional: a sua experiência, seus pontos positivos, os pontos que merecem mais atenção e, a partir desses dados, desenvolver metas realistas e que vão te ajudar a amadurecer.

3. Cuidado com a vida financeira

Quando falamos em recolocação profissional, essa dica é ainda mais importante: cuidado com o seu dinheiro! Você não sabe quanto tempo ficará desempregado, portanto, você precisa fazer o último pagamento render. Portanto, corte gastos desnecessário e mantenha o que é essencial.

4. Mantenha o currículo atualizado e explore as redes sociais

Não deixe o seu currículo desatualizado. Além disso, adeque o conteúdo para as diferentes áreas que você pretende atuar. Felizmente, atualmente, contamos com o suporte das redes sociais na recolocação profissional, por isso, invista principalmente no LinkedIn.

Veja aqui como usar o LinkedIn para conquistar um emprego.

5. Registre o seu currículo em sites de emprego

Temos que aproveitar as ferramentas que dispomos, sendo assim, não deixe de cadastrar o seu currículo em sites de emprego. É uma maneira de ficar mais acessível para os recrutadores de diferentes empresas.

6. Aproveite o período de recolocação profissional para estudar

Sente falta de algum conhecimento importante para a sua área de atuação? Por que não aproveitar esse tempo e estudar? Existem muitos cursos gratuitos na internet para diferentes profissionais. Essa é uma ótima forma de se preparar para um novo desafio profissional.

Recolocação profissional

7. Grupos de vagas de emprego nas redes sociais

Lembra que falamos de redes sociais mais acima? Então, saiba que existem grupos focados para vagas de emprego no Facebook, WhatsApp, LinkedIn, entre outros. Além disso, é uma ótima forma de fazer networking.

8. Esteja preparado para a entrevista

No momento da recolocação profissional, é perfeitamente normal ficar nervoso quando surge a oportunidade de uma entrevista. Por isso, é fundamental trabalhar alguns aspectos para não se atrapalhar durante o momento: vista-se adequadamente, seja pontua, prepare-se para qualquer tipo de pergunta, treine sua postura e estude muito bem a empresa que está te chamando para conversar.

A medida que a conversa avançar, é possível que te perguntem sobre as razões pelo último desligamento. Nesse caso, procure não mentir, afinal, se os recrutadores quiserem, podem descobrir a verdade. Se o motivo da demissão for realmente alguma coisa que te “comprometa”, o melhor a se fazer é expor essa visão de forma autocrítica, reconhecendo sua limitação e destacando que está trabalhando para aperfeiçoá-la.

9. Por que não focar em empregos temporários?

Os empregos temporários são uma ótima forma de continuar ativo no mercado de trabalho e talvez abrir outros oportunidades no futuro. Portanto, dê preferência por vagas que não vão atrapalhar nos novos rumos que planejou para a sua carreira.

10. Não se vitimize durante a recolocação profissional

Essa é, possivelmente, a dica mais importante: não se vitimize. Sabemos que o desemprego é complicado e pode trazer muitas preocupações, mas é essencial manter a mente sã durante esse período. Como falamos ao longo do artigo, esse é o momento para um autoanálise, aperfeiçoamento. Foque nisso, em vez de concentrar a energia em pensamentos ruins.

O que achou do nosso artigo sobre as 10 dicas para recolocação profissional? Se gostou, não esqueça de curtir e compartilhar com os seus amigos. Caso tenha alguma dúvida, entre em contato e fale com os nossos especialistas. Além disso, acompanhe nosso blog! Mensalmente trazemos notícias relacionadas ao mercado profissionais e formas de se destacar nessa competição.

Até a próxima!

telefone