Os erros mais cometidos ao criar um currículo

erros ao criar um currículo

Nesses 13 anos buscando colaboradores, principalmente no âmbito do Marketing Digital, sempre sofri várias dores e uma delas é com relação a análise de currículos. Um currículo bem elaborado faz com você tenha pelo menos 80% a mais de chances de ser chamado para uma entrevista, pelo menos aqui conosco.

E cá para nós, em todos esses anos, ainda temos muita dificuldade de encontrar CVs que sejam minimamente bem construídos. Pensem pessoal, facilitar a vida do recrutador vai te ajudar também!

Tendo em vista isso, decidi mostrar para vocês, de uma maneira bem informal, alguns dos erros mais comuns que encontramos no dia a dia aqui da minha agência. Confira esses erros no artigo a seguir.

Informações que não agregam

Um dos maiores erros ao criar um currículo é incluir informações que não levam a lugar nenhum. Se você procura emprego em uma área específica, não faz muito sentido você colocar cargos e funções que sejam totalmente fora do ambiente procurado. Essa dica vale muito para quem já possui uma ampla carreira profissional, seja mais incisivo com o seu objetivo.

Diagramação

Não use fontes extravagantes, prefira sempre algo mais simples como Arial, Times New Roman, elas não vão dificultar o entendimento e leitura do que está escrito.
Tenha muito cuidado com os famosos “currículos criativos” onde o visual tem mais peso do que a informação e os dados. Tomem cuidado, se o seu CV não fizer parte de um portfólio específico, prefira sempre o óbvio e o simples, não enfeite pavão.

Erros de português

Gente, é inadmissível que seu currículo possua erros gramaticais. Pesquise bem as palavras, use programas que apontam os erros, peça ajuda, mas não envie um currículo com erros, você já começa perdendo vários pontos.

Objetivo

O que mais encontramos ao selecionar currículos é a falta de um objetivo. Não deixar isso claro logo no início, dificulta e muito a seleção do seu currículo. Preste muita atenção, quem não tem objetivos provavelmente demonstra falta de experiência ou mesmo de foco em crescimento profissional!
Mesmo que você não tenha experiência ou mesmo que seja só um estágio, coloque essa informação, você vai demonstrar mais vontade e determinação.

Redes Sociais

Pessoal, pelo amor dos Deuses do RH, cuidado! Se você quer colocar o acesso das suas redes sociais, que ela seja no mínimo séria e represente você no seu ambiente profissional. Se ela foge disso e é um blog da sua vida pessoal, algo que não tem problema nenhum, simplesmente NÃO COLOQUE. Se ela não vai agregar em nada na sua seleção, deixa para lá ok?!

Dicas rápidas, mas não menos importantes!

  1. LinkedIn não é currículo. Se um Headhunter ou uma empresa está pedindo um CV, não envie seu LinkedIn, envie um currículo. (risos)
  2. Portfólio. Se o seu está desatualizado, ou você perde meia horinha ajustando-o, ou não manda, enviar qualquer coisa simplesmente por mandar, não vai te ajudar.
  3. WhatsApp. Quem não tem não é mesmo? Então coloque no seu currículo, ele sempre vai ser o melhor canal de comunicação.
  4. E-mail. Se você está participando de um processo seletivo ou está procurando emprego, fique sempre atento ao seu e-mail, muitas solicitações são feitas por lá, e a velocidade da resposta vai sempre te trazer uns pontinhos a mais.
  5. Foto no currículo. Ela simplesmente não vai te ajudar em nada, a não ser que a vaga em específico peça por isso. Se não fizer parte das exigências da vaga, não coloque.
  6. Idiomas. Se você não domina realmente a língua não minta, não coloque no seu CV. Em algum um momento, você pode ser confrontado e vai pegar muito mal para você.
  7. Tamanho. Ter um currículo muito resumido ou um muito longo e detalhado não ajuda na seleção. Busque uma coerência na dimensão, tem que ser algo atrativo, objetivo, porém com todas as necessidades expostas. Não seja cansativo, nem mesmo muito econômico.

Artigos Relacionados